Destaque Notícias Tecnologia

Fungicida Revysol® da BASF dá o próximo passo para obtenção de registro mundial

Altamente eficaz, o fungicida desenvolvido pela BASF oferece apoio aos produtores brasileiros em cultivos chaves

A BASF iniciou o processo de registro na América Latina da sua inovação mais recente, o fungicida Revysol®, com a apresentação do dossiê de registro do novo princípio ativo para as autoridades brasileiras. Da classe química dos azóis, o princípio ativo permitirá que os produtores protejam de uma melhor forma seus cultivos em várias condições de crescimento. O Revysol® foi apresentado à União Europeia para registro em março de 2016 e, durante o ano de 2017, mais registros serão apresentados em outros países.

Segundo José Munhoz Felippe, vice-presidente da unidade de Proteção de Cultivos da BASF no Brasil, o Revysol® irá oferecer aos produtores uma ferramenta inovadora para uso flexível em uma variedade de cultivos. “Nossos produtores no Brasil são reconhecidos por serem abertos às inovações e novas tecnologias. Com o Revysol®, desenvolvemos um princípio ativo muito versátil na aplicação e que pode ser usado não apenas em cultivos como soja, milho e algodão, mas também em especialidades como café, maçã e batata. Ele contribuirá de maneira significativa para a alta qualidade da colheita em diferentes cultivos.”

A agricultura em zonas de clima tropical requer produtos inovadores de proteção de cultivos para manter as lavouras saudáveis durante o período da safra e maximizar o potencial produtivo. Os produtos à base de Revysol® apresentam uma combinação única de ação rápida e controle duradouro. Devido à sua alta atividade e excelentes propriedades intrínsecas, o Revysol® irá desempenhar um papel importante no manejo de doenças, oferecendo aos agricultores brasileiros uma ferramenta nova e eficaz na proteção de suas lavouras.

A apresentação do dossiê no Brasil marca o início do processo de registro na América Latina. “Esperamos que os produtos à base de Revysol® desempenhem um papel importante na proteção de cultivos para produtores em praticamente todos os países da América Latina”, completou José Munhoz Felippe.

Talvez você goste

Leia Mais