Agro em Pauta Agronegócio Conteúdo Exclusivo Destaque Eventos Geral Paraná São Paulo

Equipe da Embrapa vence em duas categorias do Prêmio Personagem Soja Brasil

A pesquisadora da Embrapa Soja Francismar Côrrea Guimarães e a pesquisadora aposentada Beatriz Spalding Ferreira são vencedoras, na categoria pesquisa, do Prêmio Personagem Soja Brasil – safra 2019/2020, que visa valorizar as contribuições para o desenvolvimento da soja no País. O anúncio foi feito em evento on-line promovido, na noite deste dia 29 de abril, pelo Canal Rural. Francismar foi a vencedora na categoria pesquisa, pelo voto popular, via site do Canal Rural. Por outro lado, Beatriz venceu na mesma categoria, mas com os votos da comissão organizadora. Também foram vencedores os produtores Cornélio Sanders (voto popular) e Rogério Ferrarin (voto da comissão organizadora).

Francismar Côrrea Guimarães – Quando indicada ao Prêmio, a pesquisadora ficou muito honrada pela indicação, mas o resultado a deixou realmente grata e feliz. “É muito gratificante ter este reconhecimento em minha carreira como pesquisadora, principalmente porque vem respaldado por diversos atores da cadeia produtiva da soja. Estou realmente muito satisfeita e honrada em receber este prêmio”, comemora. Francismar agradeceu à sua família, à Embrapa aos colegas de trabalho e ao Canal Rural pelo reconhecimento público. Veja um depoimento aqui: https://youtu.be/JjWlFQj-gws

A pesquisadora Francismar Corrêa Guimarães é bióloga e atua na área de Genética Molecular de Plantas. Tem doutorado em Genética e Melhoramento e pós-doutorado em Molecular Plant Pathology na Iowa State University (US). Na Embrapa Soja dedica-se a pesquisar a interação molecular planta-patógeno, em especial, a relação da soja com o fungo causador da ferrugem (Phakopsora pachyrhizi) e nematoides. Atua ainda na identificação e validação de marcadores para aplicação na seleção assistida ao desenvolvimento de cultivares de soja. É professora associada e orientadora nos programas  de pós-graduação em Biotecnologia e  em Genética e Biologia Molecular da  Universidade Estadual de Londrina, e em Bioinformática pela UFTPR. Em 2019, participou do consórcio internacional que levou ao sequenciamento e à montagem do genoma do fungo causador da ferrugem asiática, a principal doença que assola as lavouras brasileiras de soja. O consórcio é formado por 12 entidades públicas e privadas, de diversas localidades, e tem como premissa tornar público o acesso ao genoma do fungo causador da ferrugem e permitir seu uso para diferentes abordagens e pesquisas futuras. “Com o genoma da ferrugem-asiática disponível, espera-se ter mais elementos para decifrar a biologia do fungo e entender, em nível molecular, sua complexa interação com a soja e com seus demais hospedeiros, além de ampliar a compreensão sobre sua adaptabilidade, evolução e diversidade genética, abrindo caminho para o desenvolvimento de novas estratégias de controle”, explica Francismar.

Beatriz Spalding Ferreira – Para a pesquisadora, a homenagem feita ao seu trabalho de pesquisa é muito gratificante. Beatriz ressaltou o envolvimento de toda a equipe de entomologia, responsável pelo desenvolvimento e a adoção do Manejo Integrado de Pragas, tecnologia que possibilita a redução de 50% no uso de inseticidas para controle de pragas da soja, no Paraná. “Pra mim, o grande prêmio é ver as técnicas de manejo de pragas sendo adotadas pelos produtores e também perceber que esta adoção é revertida em benefícios ao setor produtivo”, comemora. Veja o depoimento dela aqui: https://youtu.be/mkY2xPPnnhY

A pesquisadora aposentada Beatriz Spalding Ferreira possui graduação em História Natural e doutorado em Ciências Biológicas (Entomologia). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Entomologia Agrícola. Trabalhou como pesquisadora na Embrapa Soja de 1975 a 2008; foi bolsista pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e atuou como consultora em projetos de pesquisa na sua área de atuação. Beatriz foi responsável pelos primeiros estudos, em 1979, para o controle biológico dos percevejos, uma das principais pragas da soja.

A pesquisadora identificou que as vespinhas Trissolcus basalis parasitavam os ovos de percevejo e que, quando liberadas nos campos contribuem para a redução populacional da praga. Na Embrapa Soja também compôs a equipe que foi pioneira na recomendação do Manejo Integrado de Pragas (MIP) no Brasil. Este programa preconiza eliminar as pragas nas lavouras somente quando estas estão presentes em níveis elevados para causar danos econômicos, assim preservando os inimigos naturais que são os insetos benéficos.

Personagem Soja Brasil – O Prêmio Personagem Soja Brasil é dividido em duas categorias: produtores e pesquisadores. Os indicados têm suas histórias exibidas no site Soja Brasil. O concurso compõe o Projeto Soja Brasil, uma iniciativa de comunicação e de transferência de tecnologia que objetiva debater os problemas da sojicultura brasileira e apresentar as soluções para o enfrentamento dos desafios do campo. Com direção do Canal Rural, coordenação técnica da Embrapa Soja e apoio da Aprosoja, o Soja Brasil é viabilizado por meio de reportagens na televisão e no site do Canal Rural, expedições em que as equipes de reportagens e pesquisadores da Embrapa visitam as propriedades rurais, fóruns e debates públicos com temáticas diversas, além do compartilhamento em redes sociais digitais.

Talvez você goste

Leia Mais