Destaque Paraná

Embrapa soja de Londrina realiza 69ª Edição do DIACOM | Diagnóstico Completo

 

A Embrapa Soja de Londrina realiza de 5 a 9 de novembro, a 69ª Edição do DIACOM (Diagnóstico completo). Através do teste de tetrazólio permite conhecer a viabilidade e o vigor da semente sem as interferências do processo de infecção causado por patógenos que a acompanham. O teste de patologia de sementes, através do método do papel de filtro umedecido, permite identificar os principais fungos que interferem no teste padrão de germinação. As informações fornecidas por estes dois testes permitem o Diagnóstico Completo (DIACOM) da(s) causa(s) do(s) problema(s) de qualidade na semente de soja, ao nível de laboratório de análise.

Desta forma através do DIACOM, é possível evitar o descarte de lotes cujas causas de baixa qualidade no teste de germinação sejam Phomopsis spp. e Fusarium pallidoroseum (syn. F. semitectum). Outro aspecto importante é a possibilidade de identificação dos patógenos importantes para a qualidade da semente, permitindo a seleção do(s) fungicidas mais adequado(s) para o seu tratamento.

O Objetivo do DIACOM é apresentar tecnologia adequada para avaliar corretamente a qualidade das sementes de soja e identificar as causas de descarte de seus lotes devido à baixa germinação no teste de laboratório. Os participantes do curso terão acesso a conhecimentos gerais suficientes que permitam realizar o teste de tetrazólio e patologia de sementes, com qualidade e precisão.

O curso possui carga horária de 35 horas, em 5 dias de duração e o público alvo são os profissionais das áreas de produção, análise, extensão, ensino e pesquisa em sementes.

 

Metodologia

Nas práticas de laboratório em tetrazólio serão apresentados conhecimentos que permitam aos alunos identificar danos mecânicos, térmicos, deterioração por umidade ou danos causados por percevejo além de estimar os níveis de vigor e o potencial de germinação da semente. Nas práticas de patologia de sementes haverá treinamento quanto à instalação, condução e avaliação do teste de sanidade em sementes de soja, permitindo a identificação das estruturas dos principais patógenos da semente: Phomopsis sp., Fusarium spp., Colletotrichum truncatum e Aspergillus spp.

A programação teórica abrangerá conhecimentos básicos a respeito das metodologias dos testes, bem como informações recentes sobre tecnologia de produção de semente de soja e avaliação da qualidade e tratamento de sementes.

Talvez você goste

Leia Mais