Agro em Pauta Agronegócio Cobertura Especial Conteúdo Exclusivo Destaque São Paulo

Apesar do esforço da OCESP, OCB e Frencoop, Bolsonaro veta inclusão de auxilio emergencial aos cooperados em vulnerabilidade

Bruno Rigo/Revista Agrícola

Na última sexta feira, 15 de maio, o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, sancionou a Lei 13.998, no entanto com um veto importante: a não ampliação do auxílio emergencial para outras categorias profissionais, dentre elas os “cooperados ou associados em cooperativas”. A partir deste veto, a expressão aprovada no PL 873 tanto na Câmara quanto pelo Senado, não passou; esta que garantia a renda auxiliadora aos cooperados em vulnerabilidade.

Segundo o presidente da Ocesp, Edivaldo Del Grande, as unidades estaduais OCB, Frencoop e Ocesp se uniram para que fosse aprovada a inclusão do termo “cooperados” no projeto de lei. “Após um eficiente trabalho de articulação, conseguimos que uma emenda do deputado Arnaldo Jardim fosse aceita nesse projeto para reforçar o benefício aos nossos cooperados mais necessitados. Lamentável a decisão do veto, mas continuamos diariamente na luta por nossas cooperativas e cooperados, principalmente agora na crise”, salienta.

Entretanto, alguns cooperados ainda possuem direito ao auxílio emergencial proposta pela lei original (Lei 13.982). Confira aqui todas as informações completas.

Talvez você goste

Leia Mais