Notícias Tecnologia

Aplicativo auxilia na identificação dos principais problemas da lavoura

 

Adama-Alvo-1

A presença de pragas, doenças e plantas daninhas nas lavouras representa uma verdadeira dor de cabeça para o agronegócio. Somente na última safra, agricultores do Rio Grande do Sul tiveram prejuízo estimado em R$ 1,15 bilhão decorrente de despesas extras e perda de produtividade com plantas invasoras, de acordo com análise da Embrapa. Para piorar, pesquisadores estimam que 30% da área plantada de soja no Brasil – equivalente a 9 milhões de hectares, esteja submetida à matocompetição em, ao menos, sete estados (Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Goiás, São Paulo e Minas Gerais). Já o ataque de apenas duas pragas nos últimos 10 anos – mosca branca e ferrugem asiática – foi responsável por prejuízo de US$ 25 bilhões aos produtores de soja, segundo levantamento da Aprosoja, período em que também foram registradas 35 novas espécies em todo o território nacional.

Como forma de preservar a lavoura, o professor e doutor da Universidade de Passo Fundo, Mauro Antônio Rizzardi, recomenda analisar de forma apropriada a ocorrência apresentada e escolher corretamente o tratamento para o combate de pragas, doenças e plantas daninhas.

De acordo com essas orientações, a Adama (leia-se Adamá), empresa global do setor de agroquímicos com sede em Londrina, lançou em outubro do ano passado o aplicativo “Adama Alvo”. O app ajuda o agricultor a identificar as principais pragas, doenças e plantas daninhas nas culturas de soja, trigo, milho e algodão, por meio de um extenso banco de dados com aproximadamente 700 imagens de 150 espécies cadastradas, além de apontar os princípios ativos mais indicados para o problema em questão. Encontrada gratuitamente nos sistemas iOS e Android e sem necessidade de conexão com a internet para funcionar no campo, a ferramenta já contabiliza mais de 30 mil downloads e é bastante utilizada por produtores, consultores e estudantes de Agronomia. Em casos de dúvidas na identificação do alvo, o usuário ainda pode fotografar o problema e enviar a imagem através do aplicativo para que a equipe técnica da Adama o ajude.

Presente em mais 120 países, a Adama é uma das líderes globais em soluções de proteção ao cultivo. Antes conhecida como Makhteshim Agan Industries, e no Brasil como Milenia Agrociências, adotou a nova marca em 2014, quando teve faturamento global superior a US$ 3,22 bilhões, o sétimo maior no setor agroquímico mundial.

 

You may also like

Leia Mais