Destaque Paraná

Aplicativo Xarvio da BASF será Lançado oficialmente em 2020

 

Nos últimos dias 12 e 13 de novembro, aconteceu no Parque de Exposições Ney Braga, em Londrina, a segunda edição do evento de tecnologia e inovação para o campo, Agrobit Brasil, onde várias empresas do ramo do agronegócio participaram e apresentaram seus principais produtos.

Lucas Marcolin, gerente comercial de produtos digitais e gerente de projetos da BASF, comenta sobre o Xarvio, novo aplicativo da empresa para auxiliar a tecnologia no agronegócio. “A BASF prioriza e caracteriza-se por ser uma empresa de inovação e investimentos. Estamos aqui, com prazer de falar um pouco da plataforma Xarvio, que é nossa estrutura global de soluções digitais para a agricultura, trazendo em primeira mão, que vem sendo testada e trabalhada no cerrado brasileiro, focada nos estados de Goiás, Mato Grosso e Bahia. Vamos oportunizar pela primeira vez pilotos na região Sul do Brasil. É uma solução focada no mapeamento digital de plantas daninhas, que proporcionam ao agricultor uma série de benefícios. O principal deles é a utilização de recursos, que a agricultura digital, hoje, foca na otimização e aumento de produtividade, mas eu acho que é a primeira vez que viemos com algo totalmente palpável, que o agricultor veja o benefício na sua frente e que possa tomar as melhores decisões.

O aplicativo está chegando como novidade para os produtores no Brasil somente em 2019, mas Marcolin diz que há alguns anos já está em funcionamento no exterior. “Estamos no terceiro ano. Há dois anos, o Xarvio foi testado e monitorado em 60 mil hectares. Sobrevoamos as áreas e trouxemos a problemática das plantas daninhas, a pressão que elas exerciam nessas localidades. No ano passado, sobrevoamos 40 mil hectares e geramos mapas de aplicação, pois no ano anterior, como não fizemos isso, o agricultor não viu o benefício em ter esse mapa em mãos e saber exatamente onde seriam aplicados e qual o impacto. Nesse ano, viemos em maior escala: em 150 mil hectares, distribuídos no cerrado brasileiro e com pilotos no Sul do Brasil”.

Ele também comenta sobre o feedback que vem recebendo sobre o aplicativo. “Acho que é melhor do que esperávamos e imaginávamos. O que vem do agricultor é que, a demanda comercial já está bastante instalada nos que já tiveram a primeira experiência. O nosso foco, nesse ano, é prover ainda melhores. Temos um time que acompanha do início ao fim, não só na parte de operação, mas também no seguimento da aplicação”.

Lucas Marcolin diz que para todos os que estão interessados em usar o aplicativo, devem ficar ligados, pois o lançamento oficial para todos os agricultores ocorrerá no ano que vem. “Ainda não temos essa definição, nem mesmo comercial, ou seja, de preço e etc. Iremos saber  no início do próximo ano. E, hoje, se o agricultor quiser saber um pouco mais sobre o Xarvio, ele pode acessar qualquer representante técnico de vendas (RTV) da BASF e também temos nosso time do aplicativo atuando em Goiás, Mato Grosso e Bahia, que podem trazer maiores esclarecimentos para o público”.

Além de novos aplicativos, a BASF também atua em novas startups de inovação, buscando maiores tecnologias para o produtor rural e para o agronegócio brasileiro. “Acredito que hoje, a agricultura digital está tomando um espaço e importância muito grande. De uns anos para cá, as empresas startups vêm surgindo com muita força no cenário agrícola, trazendo soluções para os problemas que os agricultores vêm enfrentando. A BASF, olhando para esse cenário, lançou em 2016 um programa chamado “Agrostart”, que em parceria com a maior aceleradora da América Latina, a ACE, trabalhando em conjunto, tem uma plataforma, onde as startups cadastram-se e passam por um processo de avaliação, podendo fazer parte desse programa e assim compor o nosso portfólio de soluções digitais. Avançamos muito nele e, hoje, passa a ser muito mais do que só uma aceleradora. Temos dentro da empresa, uma garagem agro, onde aceleramos ideias internas de intra-empreendedorismos dos nossos colaboradores. Não queremos trazer só a eficiência para o produtor, mas também internamente, as ideias que nossos colaboradores têm, para trazermos isso de dentro para fora”.

 

Especificações técnicas do Xarvio, de acordo com a BASF:

 

Field Manager é um sistema de monitoramento que identifica a localização e a quantidade de plantas daninhas nas lavouras. Com estes dados, é gerado um mapa para  aplicação localizada de herbicidas. O processo é acompanhado de perto pelo time de campo de Agricultura Digital da BASF.

Scouting é um aplicativo gratuito. Basta o agricultor tirar uma foto com o celular para identificar plantas daninhas, reconhecer doenças e analisar danos foliares. O Scouting já está disponível e o Field Manager está em fase de pré-lançamento.

 

You may also like

Leia Mais