Destaque Notícias São Paulo

Cati destaca ações voltadas à preservação para comemorar Dia Mundial da Água

A Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), é um órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) do Estado de São Paulo, com 50 anos de história e a atuação de engenheiros agrônomos especializados na conservação da água e do solo. Hoje, 22 de março, Dia Mundial da Água, apresenta projetos recentes que contribuíram para o planejamento da ocupação da territorialidade, influindo diretamente na correta gestão dos recursos hídricos.

Conservação do solo

Em 2013 foi criado o Projeto Integra SP, voltado para a recuperação de áreas degradadas. Em São Paulo, estima-se que cerca de 80% da área agrícola sofra algum grau de degradação. O Projeto Integra SP faz parte do compromisso assumido pelo governo estadual de recuperar, até 2020, ao menos 20% das áreas com pastagens degradadas e também realizar ações de ampliação de áreas de plantio direto e áreas com sistemas agroflorestais.

Preservação

Em 2016, a Cati continuou promovendo trabalhos de conscientização da importância dos recursos hídricos, como, por exemplo, a implantação de sistemas que promovam economia de água na produção de flores ornamentais. A iniciativa serviu de referência para o agricultor, que pôde buscar na Casa da Agricultura o auxílio para obter mais economia em sua produção.

Projeto Água Viva

O Projeto Água Viva é uma iniciativa da Cati que potencializa a produção de água e garante a sua qualidade nas bacias de captação do Sistema Cantareira. Mostra que a crise de água não é consequência apenas de fatores climáticos, mas concorrem com o seu agravamento o uso irracional dos recursos hídricos. O trabalho mostra que é possível amenizar as consequências e, em muitos casos, reverter as situações de crise, criando políticas e sobretudo consciência ambiental sobre o uso desse indispensável recurso natural.

Confira o projeto, clique aqui.

Programa Nascentes

O Programa Nascentes, na cidade de Holambra, está em fase final de execução e é a maior iniciativa já lançada pelo poder público para manter e recuperar as matas ciliares e promove a restauração ecológica ao mesmo tempo em que protege os recursos hídricos.

Os números: 23 mil mudas plantadas, 2,5 mil metros de cercas de isolamento de área de preservação permanente foram colocados, média de 255 hectares de terraceamento e mais 92 hectares de subsolagem, instalação de 12 mil metros quadrados de lona de impermeabilização de tanques de captação de água de chuva, 166 fossas biodigestoras instaladas, 48,1 quilômetros de estradas rurais recuperados e 25 nascentes foram recuperadas.

Cartilha gratuita

A publicação, de 35 páginas e supervisão técnica do engenheiro agrônomo Mário Ivo Drugowich, especialista no tema conservação do solo, tem o objetivo de apresentar, de maneira simples, as principais práticas para que as ações da agricultura não venham a comprometer a qualidade e a quantidade de água.

O material aborda conceitos sobre irrigação, proteção de nascentes com plantio de mata ciliar e tecnologias voltadas à irrigação, que têm o objetivo de reduzir o consumo de água, tornando-o mais eficiente. Outras medidas, como a conservação do solo, também foram abordadas, pois estão vinculadas à proteção da água.

Da Redação

Assessoria de Imprensa

You may also like

Leia Mais