Expedição Milho Safrinha São Paulo

COOPERSHOW 2020: IAC aprentou diagnóstico visual das doenças de enfezamento e viroses no milho

Como ocorre todos os anos o (IAC -APTA) esteve participando da Coopershow, o evento foi realizado de 22 a 24 de janeiro em Cândido Mota

Na área de milho safrinha, o pesquisador do Instituto Agronômico (IAC-APTA), Aildson Pereira Duarte, apresentou informações sobre o enfezamento e viroses que tiveram ocorrência intensificada na região a partir da safra de 2017/2018 e que podem estar causando até 80% na redução da produtividade e, consequentemente, grandes prejuízos aos produtores.

A APTA apresentou no evento os sintomas das doenças. “O diagnóstico correto das doenças do enfezamento e viroses no campo é fundamental para conhecer a gravidade do problema e quais híbridos de milho são mais resistentes, que devem ser preferidos na próxima safra”, afirma Duarte.

Os sintomas clássicos do enfezamento são a redução de porte pelo encurtamento dos entrenós, as espigas múltiplas e/ou chochas e a alteração da cor verde das folhas para tons vermelhos e amarelos. Já as viroses compreendem muitos sintomas que podem aparecer isoladamente ou associados, incluindo, entre outros, o amarelecimento na forma de mosaico e estrias cloróticas nas folhas, alteração da forma e consistência das folhas mais altas (coriáceas, espetadas e/ou com a ponta rasgada), encurvamento do cartucho ou do terço superior da planta, podridão das espigas, quebramento do colmo no estádio de enchimento de grãos e morte das plantas no estádio reprodutivo.

Segundo o pesquisador do IAC, o manejo preventivo requer a interrupção da ponte verde. Os cultivos contínuos de milho na mesma área ou região ao longo do ano, em diferentes épocas de semeadura, favorecem a migração e a multiplicação de insetos, logo, a sobrevivência das cigarrinhas e dos pulgões que transmitem os patógenos. “Outra recomendação é a eliminação de plantas voluntárias de milho tiguera RR (resistentes ao glifosato) na soja em sucessão, pois na maioria das áreas as cultivares de soja e milho são RR e se aplica o glifosato nas duas culturas. Para tanto, é necessário aplicar também outro herbicida na soja que controle as plantas de folhas estreitas, incluindo o milho tiguera”, explica Duarte.

You may also like

Leia Mais