Notícias São Paulo

Embrapa lança novas tecnologias na ESALQSHOW 2017

O lançamento de duas tecnologias – fertilizante nitrogenado com aditivos e aplicativo AgroTag – foi destaque da Embrapa na ESALQSHOW, realizada nos dias 10 e 11 de outubro, em Piracicaba (SP). Sete centros da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária estiveram presentes na 1ª edição da Feira de Inovação Tecnológica para o Agronegócio Sustentável.

A Embrapa Solos (Rio de Janeiro – RJ) lançou o fertilizante nitrogenado com aditivos incorporados aos grânulos controla a dinâmica de liberação de nitrogênio quando este for aplicado ao solo. A tarefa é realizada pela adição de inibidores utilizados como aditivos nas formulações de fertilizantes nitrogenados à base de ureia incorporados aos grânulos.

Assim, é possível obter o controle da liberação do nitrogênio por meio da redução da taxa de hidrólise da ureia e, consequentemente, redução das perdas de nitrogênio por volatilização e até por lixiviação. O trabalho foi realizado em parceria com a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiróz”.

Já a Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna – SP) lançou o aplicativo AgroTag. Com ele, o agricultor poderá gerenciar informações como a área da propriedade ocupada por sistemas integrados de produção, pastagens degradadas, tipos de lavoura, sempre com apoio de mapas e imagens de satélite.

O Agrotag é um aplicativo multitarefa, capaz de agregar dados geoespaciais de campo, bases institucionais e de diferentes sensores remotos à facilidade de sistemas mobile. Essas características o tornam passível de apoiar diversos projetos de pesquisa científica em rede, além de ser útil para inúmeras atividades como análise de crédito rural, apoio a políticas públicas, auxílio a cooperativas e monitoramento ambiental.

O software foi desenvolvido pela Embrapa com apoio da Rede Integração Lavoura Pecuária Floresta (ILPF), Instituto de Pesquisas Eldorado e da Plataforma Multi-institucional de Monitoramento das Reduções de Emissões de Gases de Efeito Estufa (Plataforma ABC).

Durante os lançamentos, o presidente da Embrapa, Maurício Lopes exaltou as tecnologias e destacou que elas estão perfeitamente alinhadas ao esforço contemporâneo da Empresa de procurar lançar mão de ferramentas extraordinárias que estão surgindo e dar um novo uso, prático, pragmático, às coisas que já existem.

Na avaliação de Lopes,

“esse é o caminho para empoderarmos os produtores rurais e todo o sistema produtivo brasileiro nas questões de sustentabilidade, rastreamento e de certificação dos produtos, de forma integrada e conectada”.

A Embrapa Instrumentação (São Carlos – SP), Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos – SP) e Embrapa Informática Agropecuária (Campinas – SP) também apresentaram soluções tecnológicas no Espaço Inovar ESALQ & CIA, tais como aplicativos e resultados de pesquisas desenvolvidas no âmbito da Rede de Nanotecnologia para o Agronegócio (AgroNano).
Palestras

A Embrapa também participou de debates durante a ESALQSHOW. Maurício Lopes foi um dos painelistas do “Encontro de lideranças em agricultura”, que ocorreu no dia 10, no Salão Nobre, com a presença de representantes de universidades, instituições de fomento e do governo estadual. Lopes falou sobre os rumos da pesquisa e da agricultura e a oportunidade de “explorarmos todo o potencial de multifuncionalidade da pesquisa na agricultura”.

Conforme o presidente da Embrapa, a estrutura desse conceito até então era encarada como uma caixa de ferramentas.

“Hoje, diante da transformação digital e da convergência, esse conceito vem sendo ampliado para novas formas de se pensar o conhecimento, onde se inclui a nanotecnologia, bigdata, genômica, e internet das coisas (IoT)”,

disse.

No primeiro dia de evento, o pesquisador da Embrapa Instrumentação, Ricardo Inamasu, participou de mesa-redonda sobre a agricultura digital. No segundo dia do evento, durante o AgTech Valley Summit, o pesquisador da Embrapa Agrossilvipastoril (Sinop – MT), Bruno Carneiro e Pedreira, participou do painel sobre Integração, Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF). A pesquisadora da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Brasília – DF), Maria Fátima Grossi de Sá, integrou o painel sobre Biotecnologia.

You may also like

Leia Mais