Destaque Paraná

Márcia Piati produtora de Céu Azul-PR destaca crescimento da atuação da Mulher no Agro

 

A cidade de Cascavel foi palco da 32ª edição do Show Rural Coopavel entre 3 e 7 de fevereiro de 2020.  A exposição é o maior evento do agronegócio da América do Sul e tem o objetivo de divulgar as inovações e evoluções das engenharias e da agronomia. Diante desse cenário, é imprescindível que os produtores fiquem conectados com as novas tecnologias para otimizar o tempo e qualidade de suas produções, aumentando, em resultado, a sua rentabilidade. Essa foi uma dificuldade enfrentada pela produtora rural Márcia Piati Bordignon quando foi pega de surpresa pela responsabilidade de assumir as terras da família. “Venho de uma família em que meus avós e pais são produtores rurais. Quando aconteceu uma perda na minha família me vi diante de um legado, uma construção de uma propriedade com uma história. Senti que precisava continuar isso. Não era uma área em que estava envolvida, e por ter se passado doze anos atrás, a mulher ainda estava abrindo caminho nesse espaço do agronegócio”, releva Piati.

A sucessão no campo não é uma novidade, mas a gestão de liderança por parte das mulheres é uma manobra em ascensão que tende a crescer. A produtora do oeste do Paraná, do município de Céu Azul, conta que enfrentou muitos obstáculos pelo caminho, o maior deles sendo o preconceito com as mulheres no campo em um papel de líder. “Quando assumi ainda não tinha muito conhecimento, então fui me especializar e procurar parcerias. É preciso encontrar uma equipe que aceite trabalhar com você, mesmo sendo uma menina sem experiência, recém voltada ao campo. Encontrei pessoas que acreditavam em mim e me ajudaram muito, viram que eu tinha capacidade. Ter colaboradores e empresas que você pode confiar, que não se aproveitam financeiramente, são vínculos importantíssimos para o seu sucesso”, afirma Piati. Fazer investimentos, ter dedicação, tomar as decisões certas e ter a informação na hora são essenciais para o setor da agricultura no Brasil, segundo a produtora. “Eu falo que às vezes é o céu que manda, e nas outras, é o mercado”, brinca Piati.

Um diferencial apontado pela produtora para se ter bons resultados no campo é o amor tanto da família quanto pelo agro. Mesmo não tendo sido planejando, Márcia lutou para buscar informações e abraçou o desafio de comandar a produção agro da família: “Não desistam. A dificuldade é grande e muitos vão bater a porta na sua cara, não vão responder suas perguntas. Levante e comece de novo porque no caminho você vai formar uma rede muita unida. Homens e mulheres tem a mesma capacidade, então coragem e força para todos”, finaliza Piati.

 

You may also like

Leia Mais